Loading

Conheça 10 termos que você vai ouvir durante a escolha do seu imóvel

termos_blog

Existe todo um caminho a ser percorrido durante a escolha do seu imóvel. Até fechar o negócio propriamente dito, há muito a ser analisado, comparado, decidido. E no meio dessa história, existem muitos termos com os quais nem todo mundo está familiarizado. Alienação fiduciária quem? Vista indevassada onde? Nós, da Amim Imóveis, queremos deixar tudo bem explicadinho para que você consiga fazer as melhores escolhas de acordo com o seu perfil!

Vem com a gente conferir 10 termos/expressões que você provavelmente vai ouvir durante esse processo.

Lazer completo

Em muitos anúncios de imóveis, é possível ler essa expressão “lazer completo”. Mas o que isso realmente quer dizer? Bom, que “lazer” se refere à área de lazer acho que não é um grande mistério, mas vamos ao “completo”. Não há uma rigidez na utilização desse termo, mas geralmente isso quer dizer que o prédio possui, com variações: piscinas infantil e adulto, espaço gourmet, SPA, salão de festas, brinquedoteca, home office e lounge.

Imóvel na planta

Essa expressão deve ser mais familiar para você, mas será que você entende o funcionamento da negociação com esse tipo de imóvel? São duas as etapas da compra do imóvel na planta: antes e depois da entrega das chaves. Enquanto as obras são concluídas, o comprador vai pagar somente os custos da entrada do imóvel e as primeiras parcelas. Esse período costuma durar entre 16 e 36 meses. Antes de receber as chaves do imóvel, o comprador não vai pagar ainda os juros em decorrência do valor parcelado. E, após o esperado momento das chaves, a pessoa deve decidir se paga o restante à vista ou se optará por um financiamento, que geralmente é firmado no momento da entrega das chaves.

Vista indevassada

Esse termo pode até ser imponente, mas tem um significado nada complicado. Quando algum texto aponta que o apartamento em questão tem uma vista indevassada significa que não há nenhuma interferência na visão do imóvel em questão para o lado de fora. Ou seja, a vista dele não é tapada ou obstruída por outra construção, é livre.

Varanda gourmet

Podemos dizer que a varanda gourmet é um espaço de ampliação da sala de estar (ou da copa, se você preferir). É bom para receber visitas, é bom para simplesmente ficar. Geralmente, o encanto dessa parte de um imóvel tem muito a ver com a decoração e com o espaço extra. Você pode montar esse espaço com poltronas, bancos, sofás, espreguiçadeiras. Ainda há muitas possibilidades com mesas de centro, pufes, redes… você pode deixar sua imaginação fluir e personalizar o espaço ou, até mesmo, contratar alguém que faça isso. Em alguns casos, as construtoras já entregam o espaço com pia e churrasqueira construídos.

Pé direito

É a medido entre o piso de um imóvel e o teto. É comum observar pés direitos mais altos nos imóveis mais antigos e mais baixos nos apartamentos recém construídos. Mas existe um certo padrão. Geralmente, nos quartos, cozinhas e banheiros, a altura gira em torno de 2,7 metros. Já nas salas e corredores, a medida média vai para 3 metros. Ainda usamos a expressão pé direito duplo, o que quer dizer exatamente o que diz: a altura pode chegar a 6 metros.

Pé esquerdo

Esse talvez não seja tão comum, pois é mais usual entre arquitetos e envolvidos diretamente na construção. Mas talvez você escute o termo caso o seu imóvel tenha que passar por algum tipo de reforma. O pé esquerdo é a soma do pé direito com a espessura da laje. Logo, é a distância entre o piso do seu apartamento e o piso do apartamento acima do seu.

Alienação fiduciária

Essa é do processo de compra e já falamos sobre ela nos textos sobre financiamento aqui do blog (você pode conferir aqui e aqui). Mas vamos resumir rapidamente. No momento em que você compra seu imóvel através de um financiamento, ele permanece como garantia até que a dívida esteja completamente quitada. Ou seja, a propriedade permanece alienada, no sentido de não poder ser negociada oficialmente com outra pessoa. No momento em que o pagamento é concluído, aí sim o comprador tem a posse definitiva do imóvel.

Contrato de gaveta

O contrato de gaveta é uma forma de “oficializar” uma negociação verbal. É aquela situação em que não é envolvido um advogado ou um cartório, as partes apenas registram no papel algum acordo. Esse tipo de situação geralmente se dá entre duas pessoas que confiam bastante uma na outra, pois há significativo risco envolvido. Vejamos um exemplo de uma situação em que isso pode acontecer. Alguém que está pagando um financiamento resolve vender o imóvel, mas se compromete a continuar fazendo o pagamento das prestações, sem que o imóvel e a dívida sejam transferidos oficialmente. Para isso, as duas pessoas da negociação resolvem determinar um acordo de gaveta para que tudo fique bem claro.

DCE

O DCE mais famoso provavelmente é o Diretório Geral de Estudantes, mas estamos nos referindo aqui à dependência completa de empregada. Isso quer dizer que o imóvel conta com um quarto e um banheiro para a pessoa que vai te ajudar com as tarefas domésticas (ou, podemos dizer ainda, que há um quarto e um banheiro extras para serem usado como os proprietários acharem melhor).

Formal de partilha

Nada mais é do que o documento que regulamenta a divisão de bens que ocorre após o divórcio de um casal ou a morte de alguém. O imóvel de um casal divorciado ou que faça parte de uma herança somente pode ser vendido após um juiz emitir o formal de partilha, pois há uma redefinição sobre os direitos de propriedade.

Amim Imóveis

Amim Imóveis

LEAVE A COMMENT