Loading

Sustentabilidade na prática! Mude alguns hábitos em casa e seja parte da cultura de respeito à natureza

Um dos bens naturais mais preciosos para nossa sobrevivência, a água precisa ser muito bem cuidada daqui para frente | Foto: Banco de imagens

O conceito sustentabilidade é discutido desde os anos 1970, mas começou a ser abordado com mais frequência no Brasil a partir dos anos 2000, quando o debate sobre aquecimento global se tornou comum na mídia de uma maneira geral. No entanto, o desafio segue o mesmo: o que podemos fazer para substituir a teoria por ações positivas? Como podemos colaborar para um meio ambiente melhor para todos (e que se mantenha firme e forte para as próximas gerações)? A mudança de hábitos dentro da nossa casa já pode ajudar bastante, especialmente no que diz respeito à evolução da mentalidade com a inclusão do conceito na nossa cultura.

O blog Amim Imóveis vai listar uma série de dicas de mudanças que você pode fazer no seu apartamento (ou na sua casa) para colaborar com a sustentabilidade real no dia a dia. Pode parecer um papo repetitivo, mas é realmente importante que cada um de nós faça a sua parte.

Separe seu lixo. Essa provavelmente muita gente já faz, mas é sempre bom ressaltar. É simples. Plásticos, metais, papelão e vidro podem ser guardados em sacos separados do restante do lixo. Esses materiais têm um tempo muito longo de decomposição e evitar que eles parem num aterro sanitário é uma ajuda relevante para o meio ambiente. Em Niterói, é possível pegar mais informações sobre coleta seletiva através do telefone 08000-222-175.

Seja consciente no consumo da água. Por muito tempo, as pessoas acreditavam que teríamos água para todo o sempre. Mas como já é de conhecimento geral, a água é um bem que pode se esgotar e já escasso em diversas partes do mundo.

Improvise e seja criativo. Nunca subestime o poder da criatividade. Artigos que iriam para o lixo podem ser transformados em algo útil para o seu lar, como por exemplo, caixotes que podem ser usados na sua decoração.

Substitua lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou LED. Apesar do preço um pouco mais alto no momento da compra, as lâmpadas fluorescentes representam uma economia posterior. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), inclusive, proibiu a venda de lâmpadas incandescentes com potência de 41 a 60W que não atenderem os níveis mínimos de eficiência energética. Com este tipo de produto, apenas 5% da energia elétrica consumida é transformado em luz, os outros 95% se convertem em calor. Ah, e sempre apague as luzes quando não estiver mais no ambiente.

Se possível, tenha um jardim! Ao cultivar plantinhas, você consegue melhorar sensivelmente a qualidade do ar que você respira junto a sua família. E nesse calor, o jardim ajuda a equilibrar ainda a temperatura do ambiente.

Essas são apenas algumas sugestões, no entanto, o mais importante de tudo é manter a cabeça aberta para as demandas sociais e a nossa responsabilidade no trato com o ambiente em que vivemos. Esperamos que nossas dicas abram o seu coração para buscar um relacionamento cada vez melhor com tudo o que diz respeito à natureza.

Amim Imóveis

Amim Imóveis

LEAVE A COMMENT